Fósseis do Araripe - mostra da USP 'Fósseis do Araripe'

Exposição inaugurada no fim do ano passado (2017) selecionou 50 peças, entre elas o raro esqueleto completo de um pterossauro.
A peça mais importante da mostra é o esqueleto completo de um pterossauro - um réptil alado pré-histórico - da espécie Tapejara navigans, o único exemplar inteiro no mundo. “Hoje, são conhecidas cerca de 50 espécies de pterossauros no mundo e 23 delas foram identificadas na Bacia do Araripe. O Tapejara navigans já era conhecido, mas não havia nenhum esqueleto completo. O valor científico desse fóssil é inestimável.O Museu de Geociências da USP inaugurou no fim de dezembro a mostra Fósseis do Araripe, com base nas quase 3 mil peças apreendidas pela Operação Munique, da Polícia Federal, em outubro de 2013. “O material era valiosíssimo do ponto de vista científico. De todas as peças, escolhemos as 50 mais interessantes e raras para montar a exposição”, conta Juliana Leme, pesquisadora da USP.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Febre Amarela - tire aqui suas dúvidas

O que é o Sisu